sábado, 4 de julho de 2009

A Sombra do Vento - Carlos Ruiz Zafón

Na capa desta obra pode ler-se: "Uma história inesquecível sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros". De facto é uma frase que descreve muito bem o que se passa neste livro.

Daniel Sempere é a personagem principal desta bela história. A leitura de um livro de Julian Carax, pelo qual Daniel se apaixonou, leva-o a querer saber mais sobre o autor. É aqui que Daniel começa a descobrir que a sua vida tem muita coisa em comum com a de Julian. Parece que a sua história não passa de um "deja vu" daquilo que Julian viveu.
Fermín Romero de Torres é uma caricata personagem que em boa hora aparece na vida de Daniel e, que apesar de ser mais velho, depressa se torna no seu melhor amigo.
Enfim, tudo isto para dizer que me apaixonei desde o início por este livro e que não consegui parar de o ler. É uma história emocionante e viciante do princípio ao fim. Posso dizer que passou a ser um dos meus livros favoritos, e como tal sem dúvida recomendo a sua leitura.
Mais uma boa surpresa.

Págs. 507





Ref. ISBN: 978-972-20-3230-8
Editora: Publicações Dom Quixote

13 comentários:

Lucie disse...

É, indiscutivelmente, um dos melhores livros escritos nos últimos anos! E, se gostaste deste, lê o "Jogo do Anjo" que é magnífico!!!
Este autor não escreve, cria a cada frase uma realidade completa, plena!!

:)

Marco Caetano disse...

Sim, é de facto um enredo fantástico.
Quanto ao "Jogo do Anjo", obrigado pela dica. Já se encontra na minh wish list.

Obrigsdo pela visita.

bauny disse...

Fabuloso!! Tb adorei!!

Marta disse...

Simplesmente Fantástico, Extraordinário, Adorei… Para quem aprecia a leitura de “suspense”, uma excelente leitura.

SP disse...

Olá!
Li este livro há cerca de um ano e adorei-o. Não posso dizer que o tenha lido de uma assentada como faço na maioria das vezes, mas foi bom desfrutar dele lentamente, apreciando cada frase como sendo única.
Assim sendo, quando vi o novo livro deste autor, O Jogo Do Anjo, nas montras habituais pensei "Tenho de o comprar!".
Lamento dizer que o adquiri em Outubro e ainda não o terminei; há tanto sofrimento, tanta angústia... Páro e recomenço quando me esqueço daqueles sentimentos, mas fico deprimida de cada vez que lhe pego e penso que talvez seja melhor reler A Sombra do Vento para me purificar.
Opiniões...

Marco Caetano disse...

Olá SP!

Obrigado pelos belos comentários que deixou no meu blog.

Compreendo a frustração de esperar por um bom livro e vir um que não nos agrada tanto.

Senti isso recentemente com o nosso Nobel Saramago!

O seu comentário sobre "O jogo do anjo" não é defacto encorajador, mas ainda assim vou ser um pouco como São Tomé... "Tenho de ver para crer..."

Continuação de boas letras... :)

Claudia Oliveira disse...

marco,
foi das melhores historias que li este ano. :)

the-door-to-my-imaginarium disse...

adorei o livro! e quero mt ler o jogo do anjo porque adoro a escrita do autor e maneira como inventa histórias tão profundas e lindas!

marco reparei que adicionaste-te ao meu antigo site www.feiradolivro.weebly.com, mas de momento estou só no meu blog the door to my imaginarium jokas***

M. Saraiva disse...

Ola Marco,

Eu li tanto O Jogo do Anjo como A Sombra do Vento e... confesso que gostei mais do A Sombra do Vento...

No entanto, ambos sao... muito bons e cativantes!

Um beijinho

Silvia disse...

Este livro é simplesmente ótimo!
Parabéns pelo seu blog, é de muito bom gosto e lhe desejo sucesso!!

Marco Caetano disse...

Obrigado Silvia pelas suas amáveis palavras sobre o blogue!

Continuação de boas letras.

João Filipe Abreu disse...

Chego cá um bocado tarde, mesmo assim vou deixar a minha opinião. A Sombra do Vento é, de facto, uma obra excepcionalmente bem conseguida, Záfon sabe muito bem prender um leitor e guiá-lo pelo enredo. A sugestão que deixo a quem ainda não leu nem A Sombra do Vento nem O Jogo do Anjo, que inicie a leitura pelo segundo, e só depois o primeiro. Apesar de O Jogo do Anjo ser um bom livro, está um bocado longe da qualidade do primeiro. O Jogo do Anjo é forte no jogo sentimental.

Marco Caetano disse...

Nunca é tarde para expressar uma opinião e muito menos quando se trata de algo sublime como esta obra.

O Jogo do Anjo já se encontra cá em casa há algum tempo, mas ainda não chegou a sua vez!

Continuação de boas letras...