terça-feira, 8 de setembro de 2009

No Teu Deserto - Miguel Sousa Tavares


Uma viagem pode deixar marcas difíceis de esquecer. Quando falo de "marcas"não quero com isso atribuir à palavra um peso desmesurado ou um pensamento pejorativo. Falo de sentimentos, sensações, emoções e outros estados de espírito.

Este Quase Romance transporta-nos para uma viagem ao deserto. Mostra como duas pessoas que por acaso partilham essa viagem, podem ficar ligadas para sempre.

Foi preciso chegar ao fim do livro para me render. A história parecia ir um pouco à deriva. Um pouco ao sabor da brisa do deserto. Não que já alguma vez tenha sentido essa brisa, mas já li, já vi na televisão e por isso à minha maneira sei como é. Porém, de uma forma muito natural, tudo se compõe.

Se mais provas fossem necessárias, No Teu Deserto mostra de uma forma inquestionável a magia das palavras de Miguel Sousa Tavares. A maneira simples e acessível como escreve é soberba. A forma como consegue dar vida a esta história é de artista. A isso tiro o meu chapéu.

Por tudo isto e por muito mais que não consigo expressar, acho que vale a pena ler este livro. É difícil dizer melhor o porquê! Mas, quanto mais não seja para ficar a perceber o que é um Quase Romance.

Porque acho que consigo, gostava de tentar caracterizar esta história numa só expressão. Não sei será a expressão será banal, mas a história assim contada não o é.
Diria que: "É uma história querida!"

Do you know what I mean?

Págs. 125
Ref. ISBN: 978-989-555-464-5
Editora: Oficina do Livro

9 comentários:

Marta disse...

Adorei a sua resenha, uma descrição magnifica de um dos melhores livros que já li.

Claudia Oliveira disse...

Talvez seja um conto

Paula disse...

Gostei muito deste "quase romance" de MST. Eu até costumo dizer que é um "quase poema" :)
Poema no sentido das frases marcantes que tem e de todo o sentimento que o envolve e que nos envolve.

Ni disse...

Não sei se é coincidência mas, desde " A Sombra do Vento" que fazes comentários deliciosos. Fiquei com o gostinho para este livro, já me rendi:)

Anónimo disse...

É UMA GRANDE VIAGEM CHEIA DE AVENTURA E SENTIMENTO NUM PEQUENO LIVRO.
MAS SOBRETUDO UM LIVRO SENTIMENTAL E EMOTIVO,GOSTEI MUITO.

MARIA FERREIRA

Mariazinha disse...

Fez-me pensar num "quase romance" que existiu a minha adolescência, não é que tenhamos ido ao deserto... Com alguma pena, não fomos! Mas, faz-me lembrar sentimentos que senti, emoções e recordações que guardo acerca desse amigo que vou guardar para sempre!

Marco Caetano disse...

Mariazinha,

Que bom quando os livros nos causam sensações positivas não é?

Quanto a deserto, em si, digo: A NÃO PERDER!!!

Tiago M. Franco disse...

Este foi o meu primeiro livro de Miguel Sousa Tavares. Ao inicio julguei que estava a ler uma simples historia de viagem, muito bem contada, mas com pouco profundidade. Encanei-me profundamente, o livro questiona muito dos nossos comportamentos. Além disso, aborda temas contemporâneos como por exemplo as redes sociais, a solidão, ou o absurdo da vida.

Marco Caetano disse...

Olá Tiago,

É de facto um pequeno livro, porém grandeafectos e sentimos.
Se gostou, recomendo-lhe vivamente que experimente os outros romances do autor. Tenho a certeza que também irá gostar.

Continuação de boas letras...
Marco