terça-feira, 12 de janeiro de 2010

O Primo Basílio - Eça de Queirós


Tal como um marinheiro que, após alguns meses no mar, sente vontade de voltar a casa também eu, após ler alguns livros, sinto necessidade de voltar a ler Eça.
A simplicidade da escrita, a verdade das descrições, a forma como é apresentado o enredo, tornam as suas obras ímpares.

O Primo Basílio não foge à regra. Narra a história da jovem Luísa. Pertencente à classe média-alta lisboeta, é casada com um engenheiro de minas, Carlos, que por obrigações profissionais se vê obrigado a viajar durante uma temporada para o Alentejo.

É neste período que, um primo (Basílio) de Luísa, outrora seu pretendente regressa a Portugal após alguns anos no estrangeiro. Aproveitando as fragilidades causadas pela separação entre Luísa e Carlos, Basílio não perde a oportunidade de se introduzir em casa da prima de a seduzir.

Estão assim lançados os dados para uma história de amor proíbido, como só Eça sabe fazer.

Não diria que foi o melhor livro de Eça que li. Claramente não o foi. Porém à imagem dos outros foi um livro muito agradável de ler e que naturalmente recomendo.

Págs. 451
Ref. ISBN: 972-42-0669-6
Editora: Círculo de Leitores

9 comentários:

Lívia disse...

Olá! Vi que vc gostou de O primo Basílio, fiz uma brincadeira literária com a personagem Luísa, se quiser dar uma olha no meu blog: www.mundopos.blogspot.com
bjs!
=)

Kézia Lôbo disse...

EU gosto desse livro..
Ja o li duas vezes, mas concordo que há outros melhores...

os_meus_livros disse...

Do Eça, ainda só li Os Maias e O Crime do Padre Amaro. ESte último é, sem dúvida, um dos melhores livros que li.

bauny disse...

Eu adoro este livro, assim como outros de Eça... São imtemporais!! É uma boa sugestão... reler Eça!! Bjs e boas leituras!!

Marco Caetano disse...

O crime do padre Amaro é sem dúvida muito bom! Mas "A Reliquia" também é muito engraçado. Quando tornar a ler Eça, recomendo.

tonsdeazul disse...

Ao ler «O Primo Basílio» não pude deixar de lhe encontrar semelhanças com o «Madame Bovary», de Flaubert.

Gosto imenso do Eça. Não há melhor autor para retratar este nosso Portugal!

Paula disse...

Foi dos primeiros livros que li do Eça e gostei muito. Tenho de o reler qualquer dia.
Um abraço

Blog de um Brasileiro disse...

Comprei o primo Basílio e começarei a ler essa semana

branca de neve disse...

Olá!
Já li Os Maias e O Crime do Padre Amaro e gostei dos dois. Este deve ser o meu próximo - cenas da vida doméstica.