segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A Casa do Silêncio - Orhan Pamuk

Algures na Turquia, próximo de Istambul, numa terra à beira-mar chamada Forte-Paraíso mora Fatma. Fatma é uma víuva nonagenária que serve de eixo a esta narrativa. Vive com um anão, Redjep, que para além seu criado, é também filho bastardo do seu defunto marido. Tudo isto numa casa que outrora foi nova, mas agora nem por isso...

 Todos os anos no Verão, os seus três netos vêem a Forte-Paraíso passar alguns dias de férias. Faruk, o mais velho, divorciado, parece querer seguir as pisadas do seu pai e do seu avô fazendo da bebida um vício. Nilgune é uma bela jovem que acaba de se descobrir para a vida ao tomar contacto com os ideais comunistas. Metine é um jovem estudante, bastante ambicioso, cujo o sonho é sair da Turquia e estudar e morar na América. Em suma, são três personalidades bastante distintas  que nos levam a conhecer melhor  o difícil enquadramento político e social que se vive na Turquia.

Com alguns momentos mortos, que a meu ver eram desnecessários, a verdade é que "A casa do silêncio" consegue por vezes ter partes interessantes o suficiente para prender o leitor.

Diz a sinopse do livro que nele se encontram estratégias narrativas usadas pelo autor em obras posteriores. Espero sinceramente que essas estratégias sejam as mesmas que ajudam a prender o leitor, pois quero ler mais obras do senhor Pamuk.

Págs. 313
Ref. ISBN: 978-972-23-4005-2
Editora: Editorial Presença

2 comentários:

tonsdeazul disse...

Então experimenta «A Vida Nova»! :) Foi o primeiro e único que li do autor até agora e fiquei rendida!

Marco Caetano disse...

Agradeço a sugestão!

Curiosamente esse já está na prateleira lá de casa pronto para ser lido... Enfim está à espera de vez :)